Entre desejo e (des)identificação: algumas considerações sobre o amor na poesia de José Régio